Noticias

domingo, 28 de agosto de 2016

Futebol - Nacional da 2ª Divisão de Juniores - Cova da Piedade chegou ao golo do empate aos 88 minutos, por Rafael Freitas



O Campo de Jogos do Pragal, recebeu este sábado a partida entre o Cova da Piedade e o Lusitano de Évora, em jogo a contar para a primeira jornada do  Nacional de Juniores da 2 ª Divisão "A", respeitante à série "E", jogo esse realizado à porta fechada e cujo resultado final foi de 1-1.

A partida iniciou-se com a equipa do Cova da Piedade a desperdiçar soberana oportunidade de golo, com Tiago Machado a ganhar nas alturas e a rematar de cabeça com o esférico a passar a rasar o poste esquerdo da baliza aguarda de Pedro Roma, com este já batido. Mas volvidos dois minutos, ou seja aos 8 minutos foi a vez de Pipo o endiabrado jogador do Lusitano a causar calafrios no último reduto piedense, num lance individual o jogador da turma visitante, tirou dois adversários do caminho, passou pelo guarda redes e rematou para a baliza, mas valeu a intervenção de um jogador piedense, que num último esforço conseguiu evitar o golo, sobre a linha de golo.

A equipa alentejana, com forte transições e com o jovem Pipo em grande destaque, começou a ganhar algum ascendente sobre os piedenses e aos 29 minutos foi o guarda redes Gonçalo Silveira, a negar o golo ao avançado Projeta, ao sair com muita determinação aos pés do avançado do Lusitano e assim a negar o golo.

A equipa comandada por Roberto Severo, tentava responder, mas sem qualquer êxito, já que os jovens de Évora povoando muito bem o seu meio campo, quebraram os lances ofensivos dos piedenses e aos 35 minutos, uma vez mais Pipo, dava nas vistas, após driblar por duas vezes Miranda, o mesmo acabou por fazer falta já na área piedense, o árbitro em cima do lance não tem dúvidas e apontou para a marca de grande penalidade, na sua conversão, aos 36 minutos, Pipo rematou para o lado direito do guarda redes Gonçalo Silveira, com este a mandar-se para o lado oposto, estava assim feito o golo, golo esse merecido para as hostes  alentejanas, que foram para o intervalo em vantagem.
Lance de ataque dos piedenses, na área do Lusitano
,jogo esse jogado à porta fechada

Na segunda parte a equipa do Cova da Piedade, entrou mais determinada e começou a tomar conta do jogo e aos 50 minutos foi o guarda redes Pedro Roma, com uma defesa a dois tempos a negar o golo aos piedenses, no entanto a equipa do Lusitano, continuava em lances de contra ataque a acercar-se do último reduto da equipa da casa e aos 60 minutos o técnico piedense,  fez a sua primeira alteração ao fazer sair, Tomás Freitas para dar lugar a Miguel Sousa, refrescando assim o seu meio campo, apesar do domínio constante, exercido pela equipa da casa, no setor atacante  tanto Tiago Machado como Manu, não estavam nos seus dias, e com o passar do tempo, a equipa da Cova da Piedade, teve mais uma contrariedade, com a expulsão de  Miguel Sousa, aos 75 minutos.

Em desvantagem no marcador e com menos um jogador a tarefa dos piedenses estava mais dificultada, por parte da turma visitante o seu técnico, reforçou mais o seu meio campo com a entrada de Ruca, no entanto a chave do empate da equipa do Cova da Piedade, aconteceu com as entradas de Israel e Tomás Freitas, já na parte final da partida, ao minuto 87 e foi mesmo Tomás Freitas, um minuto depois de entrar em campo, a restabelecer o empate e assim a evitar a derrota.

Resultado justo, se na primeira parte foi a turma do Lusitano a ter o comando do jogo, na segunda parte a equipa piedense, pelo que fez mereceu ter chegado ao empate, e quiçá se tivesse chegado mais cedo ao empate, poderia ter saído do Campo do Pragal, com os respetivos 3 pontos.

Os homens do jogo foram Pipo pela turma visitante, pelo que jogou e pelo golo marcado, por parte do Cova da Piedade, Tomás  Freitas, pelo golo marcado  e para o seu guarda redes Gonçalo Silveira que por duas ou três vezes negou o golo aos forasteiros.

O trabalho da equipa de arbitragem foi positiva, no lance do cartão vermelho mostrado a Miguel Sousa, quando a nós foi uma entrada antes de tempo, mas com o árbitro Fábio Pereira a não entender assim e a expulsar o jogador piedense.



O que disseram os técnicos:
"Uma coisa positiva neste jogo foi a nossa atitude em campo"
O treinador do Cova da Piedade, Roberto Severo, sobre o jogo disse-nos:

- "  Foi um jogo um pouco estranho,não entramos bem no jogo, tivemos algumas falhas defensivas, depois soubemos reagir, eles souberam gerir a vantagem,mas os meus jogadores souberam reagir, lutaram bastante, na segunda parte,jogamos muito bem, muita atitude e o empate é mais que merecido".

- Se o empate tivesse acontecido mais cedo, decerto que poderiam dar a volta ao resultado?

-"O nosso golo apareceu numa fase terminal da partida,mas não podemos estar aqui a dizer "se" aparece-se mais cedo,apareceu na hora que tinha que aparecer, mas ainda e em período de descontos,estivemos perto de marcar. O empate para nós não foi positivo,para eles sim,para mima coisa positiva deste jogo, foi a nossa atitude em campo,uma equipa que nunca virou a cara e isso para mim é muito importante".

                                 &&--&&

"Na segunda parte já esperávamos a reação do Cova da Piedade e tivemos algumas dificuldades em sair do nosso meio campo"

- O treinador do Lusitano de Évora, João Janotas, sobre o jogo disse-nos:
-" Já sabíamos que este jogo ia ser complicado, o campo não estava nas melhores condições,no entanto estava - mos cientes do valor da equipa do Cova da Piedade, uma equipa forte fisicamente,muito intensa. Na primeira parte estivemos bem criá-mos duas ou três, situações de golo e acabamos por fazê-lo através de uma grande penalidade. Na segunda parte esperávamos a reação do Cova da Piedade, tivemos alguma dificuldades em sairmos do nosso meio campo e quando saímos não conseguimos criar o perigo desejado e acabamos por sofrer o golo quase no final do jogo,numa bola parada,que era o que nós temíamos".

 - Como é o campeonato  nacional, para uma equipa que está localizada no Alentejo?

-" É um campeonato, muito difícil em termos de deslocações, visto que a equipa mais perto é a do Despertar de Beja,mas desportivamente temos uma boa equipa e vamos fazer um bom campeonato".


Ficha Técnica
Partida realizada no Campo de Jogos do Pragal, referente à 1ª jornada  do Nacional de Juniores A 2 ª Divisão. Ao intervalo: 0 -1.
Árbitro - Fábio Pereira (AF Madeira)
Àrbitros assistentes -  Marco Pereira e Renato Silva
O jovem Rafael Freitas entrou e marcou

Equipas:
Clube Desportivo Cova da Piedade - Gonçalo Silveira; Neves, Kiko. Miranda e Mário João; Afonso Récio, Tomé( Rafael Freitas, aos 87') Tomás Freitas(Miguel Soares, aos 67') e Miguel Sousa; Tiago Machado(Israel, aos 87') e Manu.
Jogadores não utilizados; Penetra, Vasco, Santos e Pedro Carvalho.
Treinador -  Roberto Severo(Beto)
Treinador adjunto - João Janeiro
Dirigente - Ivo Ferreira
Massagista - Vilaça
Ação disciplinar - cartão amarelo para Tomé(13'), Miranda(35'). Cartão vermelho para Miguel Sousa(75').
Pipo, exibição de luxo no Pragal

Lusitano Ginásio Clube -  Pedro Roma;  Arsénio( Ruca, aos 70'), Seabra, Furtado e Farinha; Tojo, Charrua(Dordio, aos 88'), Ricardo( Rainha, aos 77') e Safara(cap.); Pipo e Projeta.
Jogadores não utilizados: Vaquinhas, Espingardeiro, Marcelo e Paulo.
Treinador - João Janotas
Treinador adjunto - José
Treinador estagiário - José Rui
Ação disciplinar - Arsénio(60') e  Rainha(79')

Golos:
 0 - 1, aos 36 minutos por Pipo, na conversão de uma grande penalidade.
1 - 1, aos 88 minutos, por  Rafael  Freitas que ao primeiro poste deu o melhor seguimento  a um pontapé de canto.



Sem comentários:

Enviar um comentário