Noticias

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

II LIGA - Cova da Piedade, a conquista dos três pontos esfumaram-se a um minuto do fim, ante o líder Santa Clara

 1400 espetadores presentes no Cova da Piedade - Santa Clara
viram os piedenses travar o cliclo vitorioso dos açorianos.

A equipa inicial do Cova da Piedade, no jogo com o Santa Clara.





A equipa do Cova da Piedade, recebeu no Estádio Municipal "José Martins Vieira" o Santa Clara, dos Açores, líder da Ledman Pro Liga, com a turma liderada por Sérgio Boris, a entrar muito cautelosa, ante um adversário que cedo começou a colocar à prova o guardião piedense, Pedro Alves.

A turma do Cova da Piedade, teve aos 6 minutos de jogo a sua primeira contrariedade, num lance ocorrido na área piedense, em que Miguel Soares lesionou-se e teve que receber assistência médica,  o jogador reentrou na partida, mas aos 12 minutos foi mesmo obrigado a abandonar o recinto de jogo, entrando para o seu lugar Siaka Bamba. A equipa açoriana, foi uma equipa mais ofensiva e aos (20') e (28') minutos, Pedro Alves esteve enorme nos postos da baliza piedense, ao negar o golo a Clemente e a Batatinha.

A equipa liderada por Daniel Ramos, estava por cima na partida, mas a turma piedense, com uma boa organização na linha média, e após a troca de posições entre André Carvalhas e Silas, a equipa de Sérgio Boris, ganhou outra dinâmica e com Ricardo Barros, muito batalhador no ataque da equipa, começou a dar algum trabalho ao último reduto dos visitante, aos 41 minutos, o golo esteve perto para as hostes visitadas, através de Siaka Bamba, que a cerca de 30 metros da baliza e em zona frontal, rematou forte, com o esférico a passar a centímetros do vértice superior esquerdo da baliza aguarda de Serginho.
André Carvalhas,exibição coroada com  um
 excelente golo. Foto:Joaquim Candeias

Com o intervalo prestes a chegar a equipa piedense, chegou ao golo, já em períodos de descontos, Ricardo Barros , descaído pelo lado esquerdo do seu ataque, é travado em falta à entrada da área, chamado a converter o livre, André Carvalhas, com um remate intencional levou o esférico   a anichar-se no ângulo superior esquerdo da baliza de Sérginho, sem hipótese para este, um golo que decerto em outros palcos, era tema para os diversos comentários nas, tvs.

Na entrada para a segunda parte, os técnicos não fizeram qualquer substituições, no primeiro quarto de hora foi jogado muito a meio campo, com lances de algum perigo a rondar as duas balizas.

Com as alterações  em ambas as equipas,no decorrer da  segunda parte, a turma do Santa Clara, apostou forte no ataque  e em lances de contra ataque por duas ou três vezes, em cruzamentos a rasgar a área piedense, esteve perto de marcar.

Aos 72 minutos,lance na área piedense, com Pedro Alves, a resolver a situação, do lance, saiu lesionado Accioly, que este durante alguns minutos,fora das quatro linhas a receber assistência médica,sendo mesmo substituído aos 75 minuto, mas foi a equipa liderada por Sérgio Boris que aos 80 minutos,poderia ter chegado aos,(2 - 0) através de André Carvalhas que em plena área, ganhou espaço a dois jogadores visitantes e com um forte remate, levou o esférico a roçar o travessão da baliza de Serginho, quando no estádio os adeptos piedenses, já  gritavam golo.

Com menos de 10 minutos para jogar, o técnico piedense, operou a última substituição, ao fazer entrar Rui Varela para o ataque, uma substituição talvez para prender mais setor defensivo dos açorianos, o certo é que os homens comandados por Daniel Ramos, acreditaram que podiam chegar ao empate, o que veio acontecer no último minuto da partida.

  Consulte aqui a conferencia de imprensa,de Sérgio Boris e Daniel Ramos

O resultado final acaba por ser o mais justo face ao que as duas equipas fizeram, numa excelente partida de futebol em que os piedenses, estiveram tão perto do triunfo, mas como diz o ditado, cá se fazem cá se paga, ou seja a turma da casa  colocou - se em vantagem , no final da 1 ª parte, com os açoreanos a responderem também, no último minuto da partida.

Os homens do jogo, André Carvalhas, pelo golo e pelo que jogou e Clemente, também pelo golo e pelo trabalho que deu à defensiva piedense. 

Excelente o trabalho do trio de arbitragem comandado por Manuel Oliveira

O trio de arbitragem liderado por Manuel Oliveira(Porto)

Ficha técnica do jogo
-  Partida disputada este domingo dia 11, no Estádio Municipal José Martins Vieira, em tarde bastante solarenga. Ao intervalo: 1-0.
- Árbitro -  Manuel Oliveira
- Árbitros assistentes - 1 º Pedro Ribeiro; 2 º  André Dias.
- 4 º Árbitro -  João Jacob 
- Espetadores - 1400

 Cova da Piedade – Pedro Alves; Adilson, Bruno Bernardo, Danielson e Evaldo; Miguel Soares (Siaka Bamba, 12'), Robson, André Carvalhas (Rui Varela, 83') e Silas; Irobiso (Magique, 70') e Ricardo Barros.

 Jogadores não utilizados – Guilherme, Carlos Alves, Chico Gomes e Miguel Ângelo.
 Ação disciplinar - Siaka Bamba (90´+1')
 Treinador - Sérgio Boris
 Treinador adjunto - Alexandre Santana
 Médico – João Rossa
 Fisioterapeuta – Ana Mansilha
 Diretor Desportivo – André Dias
Luta de gigantes na área piedense, com o centraldo Leixões nº 4 a elevar - se nas alturas.
De referir queAccioly, aos 75 saiu lesionado. No final do jogo  o atleta
 foi conduzido ao Hospital Garcia d Orta, com traumatismona face(nariz).

 Santa Clara – Sérginho; João Dias, Accioly (El-Gadi,75'),Vítor Massaia e Igor Rocha (João Reis, 70'); Diogo Santos, Pedro Pacheco, Rúben Saldanha (Diogo Ribeiro, 65') e Berny Burk; Batatinha e Clemente.

 Jogadores não utilizados - Pedro Soares, Felipe Barros, Diogo Coelho e Rui Silva.
 Ação disciplinar – cartão amarelo para Pacheco(82')
 Treinador – Daniel Ramos
 Treinador adjunto - Tiago Sousa
 Massagista – Bruno Viveiros
 Diretor Geral - Hugo Melo.

- Golos:
1 – 0, aos 40+2', por André Carvalhas, na marcação de um livre.

1 – 1, aos 89', por Clemente que à boca da baliza deu o melhor seguimento a um cruzamento para a área piedense.

Sem comentários:

Enviar um comentário