Noticias

domingo, 4 de dezembro de 2016

II Liga : Cova da Piedade,venceu Gil Vicente, Galo de Barcelos caiu às mãos de Pedro Alves & companhia

Excelente exibição da turma liderada por Sérgio Boris,crença,abnegação e entreajuda não faltou à equipa
Nas alturas e no chão ele[ Pedro Alves] foi enorme. Foto:Joaquim Candeias



O Estádio Municipal José Martins Vieira, foi palco da 17 ª jornada da Ledman Liga Pro, com o Cova da Piedade a levar de vencida a turma de Gil Vicente, por 1-0, valendo o golo de Jorge Silas aos 12 minutos, num jogo, que uma vez mais pôs à prova o guarda redes do Cova da Piedade, Pedro Alves, que foi gigante entre os postes, defendendo uma grande penalidade, aos 27 minutos e volvidos cinco minutos em mais uma defesa magistral voltou a negar o golo aos gilistas.

Antes do inicio da partida, foi guardado um minuto de silêncio em memórias das vitimas do trágico acidente de viação, do voo da Lamia que transportava a equipa chapecoense,na madrugada de terça feira,passada.

A partida iniciou-se e desde logo se viu um Cova da Piedade, mais determinado, com um meio campo mais trabalhador, ante um adversário que tentou desde logo equilibrar a partida, mas aos 12 minutos,
os piedenses, colocaram-se em vantagem, lance de ataque conduzido pelo lado esquerdo do seu ataque, cruzamento, para a área, onde apareceu Adilson a rematar de primeira, com o guarda redes Avozinha a defender à primeira e na recarga e oportuno Jorge Silas fuzilou as redes gilistas, estava assim feito o primeiro golo na partida.

Em vantagem no marcador a turma piedense, continuou a importunar o último reduto forasteiro, mas sem criar grandes oportunidades de golo.
Aos 27 minutos, lance na área do Cova da Piedade, disputado por Robson e Dybal, com o jogador gilista a cair no terreno de jogo, com os jogadores gilistas a protestarem e o árbitro Luís Godinho, em cima do lance a apontar para a marca de grande penalidade. Chamado a marcar a falta, o capitão Avto, rematou para o meio da baliza,com Pedro Alves, a lançar-se para a esquerda, mas com a perna direita a defender  o remate do georgiano e assim a evitar o golo do empate.


Aos 32 minutos, uma vez mais Pedro Alves foi gigante entre os postes, ao executar uma espetacular defesa a remate de João Pedro, com o esférico ainda a embater na trave. Até final da primeira parte o resultado não se alterou


Na segunda as equipas entraram com o mesmo onze inicial, e aos 51 minutos, um cruzamento remate do lado esquerdo do ataque do Gil Vicente, como esférico a cruzar toda a área, sem que qualquer jogador a intervir no lance.
 Na resposta, aos 54 minutos, foi a vez do Cova da Piedade ter estado á beira do segundo golo, mas o remate de Jorge Silas, só foi travado pelo gigante Maduo.

O jogo estava em aberto, mas com a turma comandada por Sérgio Boris, a ter muita disciplina tática, com Silas, Robson e Marco Bicho, um meio muito trabalhador alicerçado pelo setor defensivo que foi irrepreensível e onde se estreou o central Roberto Cunha e com André Carvalhas, Ricardo Barros e Dieguinho, sempre no faro do golo.

Aos 62 minutos lance de perigo na área do Cova da Piedade, com João Pedro na cara de Pedro Alves, a falhar o remate.
Como tempo a passara a equipada casa resguardou mais as suas linhas defensivas e fez sair Dieguinho, para entrar Irobiso e o certo é que a equipa continuou consistente e a não dar muitas largas ao adversário, que tudo fazia para chegar ao empate.

Aos 73 minutos, lance pelo lado esquerdo do ataque do Cova da Piedade, com Evaldo a sofrer falta à entrada da área, na marcação do livre, nada resultou.

Aos 75 minutos foi a turma do Gil Vicente, a criar perigo, mas na hora do remate, Artur, deslumbrou-se com o lance e falhou o remate.

Já em período de descontos, Irobiso esteve à beira do segundo golo, mas o remate saiu defeituoso. E em cima dos 90+ 5 minutos, lance de ataque do Cova da Piedade, com Adilson a cruzar para a área a bola tabelar num jogador gilista e foi para canto, canto esse que o árbitro, acabou por não deixar marcar e apitou para o final da partida.

Triunfo justo da equipa do Cova da Piedade, ante uma equipa jovem que deu algum trabalho aos piedenses, onde a mais valia dos seus jogadores, acabou por ditar o jogo e onde uma vez mais o guarda redes Pedro Alves, trancou a sete chaves as suas redes.
Excelente arbitragem de Luís Godinho




 Estádio Municipal José Martins Vieira, na Cova da Piedade: ao intervalo:1-0. Resultado final:1-0.
Árbitro:  Luís Godinho (AF Évora)
Árbitro assistente nº 1º Valter Rufo
Árbitro assistente nº 2 º Luís Freitas
4 º Árbitro: Luís Reforço


Clube Desportivo Cova da Piedade: Pedro Alves, Adilson, Danielson, Roberto Cunha, Evaldo, Robson, Marco Bicho, Silas, André Carvalhas (Miguel Ângelo, 85), Dieguinho (Irobiso, 74) e Ricardo Barros (Chu, 82).

Suplentes: Rui Dabó, Chico Gomes, Rúben Nunes, Rui Varela e Irobiso.
Ação disciplinar : cartão amarelo a Robson(27').

Treinador: Sérgio Boris.
Treinador adjunto: Alexandre Santana
Médico:  João Nuno Rossa
Fisiterapeuta: Ana Rita Mansilha

Gil Vicente: Vozinha, Ricardinho, Luiz Eduardo, Maudo, Henrique, Alphonse, Arthur Rezende, Bruno Dybal (Hugo Ragelli, 63), Abou Touré (Toro, 83), Avto e João Pedro.

Suplentes: Júlio Neiva, Sandro Costa, Yan Victor, Reko e Serge Brou.
Ação disciplinar: cartão amarelo para João Pedro (15’), Luiz Eduardo (28’), Maudo (56´), Henrique (67'). 

Treinador: Álvaro Magalhães.
Treinador adjunto: João da Silva
Médico: Luís Miguel Silva
Massagista: Adelino Silva
Secretário Técnico: José Miguel Pimenta
Ação disciplinar: cartão amarelo para João Pedro (15’), Robson (27’), Luiz Eduardo (28’), Maudo (56´´), Henrique (67),

Golo:
1 - 0, aos 12 minutos por Jorge Silas



Sem comentários:

Enviar um comentário