Noticias

sábado, 18 de fevereiro de 2017

FUTSAL- Taça da A.F.Setúbal, para o Cova da Piedade que derrotou na final a equipa da UDR Quinta do Conde

 O Clube Desportivo da Cova da Piedade, conquistou esta tarde, a Taça da A.F.Setúbal, em Futsal masculinos, ao derrotar na final a equipa do UDR Quinta do Conde, por 1-3, em jogo realizado no Pavilhão Municipal Sampaio, em Sesimbra, depois de ao intervalo  o resultado estar empatado(1-1), com a turma da Quinta do Conde a adiantar-se no marcador,mas com os piedenses a chegarem ao empate, através de Samuel Noronha.

Na  segunda parte a equipa comandada por Bruno Pereira, foi mais determinada  e chegou aos,1-3, conquistando com todo o mérito a Taça AFS.

Desporto Almada, endereça aos vencedores,atletas,equipa técnica e dirigentes, as maiores saudações desportivas pela conquista da Taça AFS.


Aqui deixamos a noticia do site da Associação de Futebol de Setúbal:

Os piedenses deram a volta ao marcador e saíram a festejar o triunfo na edição 2016/17 da Taça AFS. Samuel Noronha, com um bis, foi a figura de uma partida, que contou de princípio a fim com o apoio dos mais de duzentos adeptos.
Treinadores analisaram o grande jogo de atribuição do troféu associativo.
Presidente da AF Setúbal elogiou evento e garante aposta na modalidade.
A equipa do Clube Desportivo Cova da Piedade venceu, por 3-1, esta tarde, no Pavilhão Desportivo Municipal de Sampaio, Sesimbra, a formação da União Desportiva e Recreativa da Quinta do Conde, o jogo da final da Taça AFS, em futsal sénior masculino.

Um evento que contou com cerca de 200 adeptos na bancada do recinto sesimbrense, que muitos contribuíram para uma tarde animada e de grande promoção ao futsal da região, onde imperou o fair play dentro e fora da quadra.
  
No lançamento da final, os treinadores das equipas finalistas haviam previsto um jogo equilibrado e foi o que aconteceu, mas na primeira metade do desafio. Na verdade, a antevisão de Rogério Gaspar (Quinta do Conde) e Bruno Pereira (Cova da Piedade) ficou desequilibrada na segunda parte da final, período no qual os piedenses fizeram valer a eficácia.

Com a arbitragem a cargo de Telmo Batista (1.º árbitro), Pedro Pereira (2.º árbitro e Flávio Sá (cronometrista), o jogo de atribuição da Taça AFS começou com os quintacondenses a exibirem melhor circulação da bola perante um adversário que, apesar de tudo, apresentou-se sólido nas marcações e sem desviar os olhos da baliza contrária.

Esta toada manteve-se até à entrada dos últimos 10 minutos da primeira parte, altura em que o pé direito de Tiago serviu de arma certeira para inaugurar o marcador a favor da União da Quinta do Conde.

Com o placard colorido de verde e amarelo, os piedenses não perderam tempo em querer dar os seus tons grenás ao marcador do recinto sesimbrense. E, bastou menos de um minuto após o golo sofrido para Miguel Noronha assinasse o tento da igualdade, fruto de um remate forte e colocado.

Com o empate fixado, as duas equipas sabiam que este era um parcial que não servia a ninguém e aceleraram movimentos. Todavia, até ao intervalo, não houve mais golos, porque apesar das tentativas, valeram as boas intervenções dos guardiães.

Mais Piedade no recomeço

As duas equipas reentraram na quadra com uma renovada lição que permitisse passar o exame dos derradeiros 20 minutos e isso seria sinónimo da conquista do troféu, a quem melhor interpretasse.

E, dessa aula técnica, foram os da Cova da Piedade os que saíram com melhor nota.

Com 5 minutos decorridos, o público assistiu à melhor jogada do desafio. O guarda-redes piedense, Ricardo Sá, não hesitou em sair a jogar com a bola nos pés e dessa arrancada, desenhou-se o segundo golo do Cova da Piedade, a concluir uma bonita jogada coletiva, que teve no remate de Samuel Noronha, o toque final.

Com a vantagem adquirida, a equipa da Cova da Piedade não permitiu grandes veleidades aos quintacondenses, cuja reação mostrou-se inconsistente perante o acerto defensivo dos piedenses. Além, de que a formação de Bruno Pereira nunca tirou os olhos da baliza à guarda de Luís.

Não foi por isso de estranhar que, a menos de 10 minutos para o apito final, a firmação da Cova da Piedade voltasse a festejar, em mais um golo de contra-ataque, que não precisou de mais de três toques para que a bola entrasse na baliza quintacondense.

Mais uma vez, Ricardo Sá iniciou a jogada que Samuel Noronha viria a finalizar. Rápido, bonito e eficaz… O Cova da Piedade adiantava-se para um 3-1 e o troféu já não fugiria.

Rogério Gaspar, nos últimos 5 minutos, aplicou a estratégia do 5 para 4, mas não foi suficiente para anular a desvantagem.

O Cova da Piedade venceu o jogo. Os adeptos libertaram festejos entusiasmados numa comunhão muito animada com os jogadores vencedores. Um clima de grande cumplicidade, que deve ser enaltecido e que muito abrilhantou o evento.

Não menos relevante foi o fair play com que jogadores e adeptos da União da Quinta do Conde assumiram o desfecho, e que muito contribuiu para a jornada positiva em nome do futsal da nossa região.

Nota de agradecimento para a Associação Cultural e Desportiva da Cotovia, que a convite da AF Setúbal, exibiu a sua classe de hip hop, “Scumies”, que animou a bom ritmo e de forma espetacular o período do intervalo do jogo.


Refira-se que estiveram presentes no evento dirigentes da AF Setúbal, dos dois clubes finalistas e o presidente da Junta de Freguesia do Castelo – Sesimbra, Francisco Jesus, que a para do presidente da Direção da AF Setúbal, Francisco Cardoso, entregou a taça aos vencedores.

Mais noticias aqui no link:

Sem comentários:

Enviar um comentário