Noticias

sábado, 11 de fevereiro de 2017

II LIGA - Cova da Piedade esteve mais perto do triunfo, com Jorge Silas a ver Coelho a negar-lhe o golo da vitória


A equipa do Cova da Piedade que esta tarde empatou em casa com o Penafiel

Hoje foi um daqueles jogos em que a equipa do Cova da Piedade, poderia ter saído do Estádio Municipal José Martins Viera, com os respetivos 3 pontos, isso não veio a acontecer, graças a duas ou três intervenções do guarda redes Júlio Coelho que só não defendeu o desvio primoroso de Irobiso para o fundo das suas redes.

A equipa do Cova da Piedade entrou para esta partida determinada a vencer a contenda, e assim, regressar às vitórias, o que não acontece desde 4 de dezembro, em que venceu em casa o Gil Vicente. Dai que nos primeiros quarenta e cinco minutos foi a equipa, mas determinada na busca do golo e aos 19 minutos, num lance de ataque a equipa de Sérgio Boris poderia ter chegado ao golo, mas Irobiso em posição de rematar, não o fez procurou ainda uma melhor posição, mas já com o guarda redes Júlio Coelho em cima do lance, o dianteiro piedense, acabou por perder a oportunidade de inaugurar o marcador.
O momento em que a bola desviada por Fidélis,entra na
balizade Pedro Alves

Quem não marca acaba por sofrer e foi o que aconteceu, com a equipado Penafiel a chegar à vantagem aos 38 minutos de jogo, num lance de ataque da turma visitante, com Gonçalo descaído pelo lado esquerdo a rematar para a área a bola a tabelar em [Danielson ou Carlos Alves], a mesma sobrou para Fidélis que no frente a frente com Pedro Alves, e já em plena pequena área, desviou o esférico, fazendo, o mesmo, entrar junto ao poste esquerdo do guarda redes piedense.

Na segunda parte a equipa do Cova da Piedade, cedo chegou ao golo do empate, o marcador eletrónico marcava 48 minutos e alguns segundos, num lance protagonizado por Kalindi que no lado esquerdo da sua área tentou aliviar o esférico, mas fê-lo defeituosamente, em vez do esférico sair da área, o mesmo ressaltou para a entrada da pequena área, onde estava Irobriso que sem deixar cair o esférico na relva o desviou para o fundo das redes aguarda de Júlio Coelho.

Um golo muito festejado pelos jogadores, com Irobíso e companheiros a irem ao banco festejar o golo com os suplentes e equipa técnica, numa demonstração que o grupo está todo unido e a lutar para o mesmo lado, que é regressar às vitórias

Os poucos mais de uma centenas e meia de espetadores, acreditaram que a equipa poderia chegar à vitória, mas as oportunidades de golo foram escassas, para qualquer das formações, com o técnico piedense a ser o primeiro a proceder a alterações, fazendo sair o médio Robson entrando para o seu lugar Ballack, numa tentativa de dar uma maior coesão nesse setor de terreno. Por sua vez depois foi a vez do técnico Paulo Alves, refrescar o seu meio campo com a entrada de Zid.

 O certo é que o jogo apesar de uma maior prestação da equipa da equipada Cova da Piedade, a mesma só veio a beneficiar de uma soberana oportunidade de golo, aos 79 minutos, por Jorge Silas, num lance de ataque pelo lado esquerdo, ultrapassada a zona de meio campo, Dieguinho endossou o esférico a Silas que encostado á ala esquerda, infletiu, para o meio, tirou dois adversário do caminho e em zona frontal, mas fora da área, rematou forte com o esférico a levar selo de golo, mas  a defesa magistral de Júlio Coelho, todo no ar a desviar o esférico para canto e assim a evitar aquele que poderia ser o golo da turma do Cova da Piedade.

Com a partida a chegar ao fim ambos os técnicos fizeram as últimas substituições, num jogo em que o árbitro Hugo Miguel, concedeu mais 4 minutos de jogo.

O resultado final acaba por se aceitar, face ao trabalho desenvolvido por ambas as equipas, mas se o triunfo tivesse pendido para as hostes piedenses seria um prémio mais que justo para a equipa.
Trabalho positivo do trio de arbitragem.

Jogo realizado dia 11 de fevereiro, no Estádio Municipal José Martins Vieira, na Cova da Piedade. Ao intervalo: 0-1.
Resultado final:1-1.

Árbitro: Hugo Miguel (A.F.Lisboa)
Árbitros assistentes: Ricardo Santos e Nuno Roque
4 º Árbitro: Pedro Mota
Delegado da Liga: Rui Mourinha

As equipas alinharam com o seguinte onze inicial:

- Clube Desportivo Cova da Piedade: Pedro Alves, Chico Gomes, Danielson, Bruno Sapo, Carlos Alves, Soares (Siaka Bamba, 85'), Luís Silva, Robson (Ballack, 67'), Silas, Dieguinho e Irobiso (Rui Varela, 85')
- Suplentes não utilizados: Rui Dabó, Yi, Roberto Cunha e Adilson. 
- Ação disciplinar: Cartão amarelo para Luís Silva (26’), Dieguinho(70’),Soares(84’) e Carlos Alves(90’+1’)
- Treinador: Sérgio Boris.
- Treinador adjunto: Alexandre Santana

- Futebol Clube Penafiel: Júlio Coelho, Kalindi, Pedro Ribeiro, Jules Diouf, Daniel Martins (Zid, 73'), André Fontes, Romeu Ribeiro, Hélio Cruz (Fernando Andrade, 87'), Wellington (Danilo, 90+3'), Gonçalo Abreu e Fidélis.

- Suplentes não utilizados: Ivo, Paulo Bessa, César  e Pedro Araújo.
- Ação disciplinar: Cartão amarelo para Romeu Ribeiro (50’) e Hélio Cruz(69’)
- Treinador: Paulo Alves.

 Golos:
0 - 1, aos 38 minutos por Fidélis
1 - 1, aos 48 minutos por Irobiso
Uma imagem que deixa uma clara mensagem para o exterior, Irobiso, devidiu  o golo com os colegas  e depois foi ao banco cumprimentar o treinador Sérgio Bóris

Sem comentários:

Enviar um comentário