Follow by Email

segunda-feira, 27 de março de 2017

Mão cheia de clubes da AF Setúbal avaliam apoios da FPF


São cinco os clubes filiados na AF Setúbal que dentro em breve vão ver melhoradas as condições das respetivas infraestruturas. Este sábado, na Cidade do Futebol, a FPF oficializou a garantia de apoios financeiros que permitem tornar realidade alguns dos sonhos em prol do nosso futebol.
Os dirigentes dos emblemas contemplados libertam felicidade.
O presidente da AF Setúbal, reconhece importância do incentivo, mas lamenta não terem sido mais a usufruir do financiamento federativo.

Juventude Desportiva Melidense, União Futebol Clube Moitense, Palmelense Futebol Clube, Quintajense Futebol Clube e Futebol Clube Alvaladense ganharam este sábado, na Cidade do Futebol, casa da Federação Portuguesa de Futebol, motivos para encarar o futuro com renovada ambição.

Os cinco clubes filiados no universo da AF Setúbal viram aprovadas as candidaturas ao Concurso de Modernização de Infraestruturas Desportivas, lançado pela FPF, iniciativa que envolve o apoio de 4,2 milhões de euros a um total de 117 clubes e às 22 associações distritais, e, por isso, os seus dirigentes oficializaram, com particular entusiasmo, os contratos numa cerimónia inédita.

Refira-se que o montante despendido pela FPF decorre da venda da antiga sede federativa, na Praça da Alegria, em Lisboa, num total de mais de 4,2 milhões de euros.

Fernando Gomes, presidente da FPF, mostrou-se particularmente agradado com a significativa presença de dirigentes na Cidade do Futebol e na sua intervenção, depois de agradecer o trabalho dos clubes, associações e autarquias na promoção do desenvolvimento do futebol, libertou:

"Agora a responsabilidade é mútua: a da FPF de fazer jus à sua missão estatutária. A dos clubes de fazer justiça, através da aplicação racional e sustentada do investimento, às escolhas que tiveram de ser feitas", apontou o líder federativo.

Fernando Gomes lembrou ainda que este representa o maior programa de apoio realizado ao longo da história centenária da FPF e que “os clubes selecionados cobrem todo o território nacional incluindo regiões autónomas, litoral e interior e nenhum distrito ficou sem projetos aprovados”.

E o que representa este apoio para os nossos clubes contemplados?

Têm a palavra os dirigentes

João Paulo Santos, presidente da Direção do Palmelense Futebol Clube, emblema a quem foram destinados 50 mil euros:

“Este apoio decorre do projeto do clube de revitalização do Cornélio Palma, que começou com a construção do sintético para o futebol de 11.

Agora, com este importante financiamento, é o relvado para o futebol de 7 que será uma realidade.

A nova infraestrutura, que admitimos estar concluída no início da próxima época, vai permitir ao clube mais e melhores condições para aumentar a quantidade de formandos no futebol e seguir a dinamizar a modalidade.

A aposta competitiva no futebol feminino será assim uma realidade que muito ambicionávamos.”


Luís Fernandes, presidente da Direção do Futebol Clube Alvaladense, dirigente que rubricou um contrato onde estão contemplados 50 mil euros de apoio à construção de um relvado sintético:

“Se este incentivo, que é da máxima importância para o clube e para as populações que nos estão mais próximas, não nos tocasse, jamais poderíamos deixar de jogar no ‘pelado’.

Com as novas condições para a prática do treino e da competição, que espero estarem disponíveis já na época que vem, é natural que mais atletas entrem pela porta do nosso clube, o qual desejamos ver evoluir para renovados patamares.


Francisco Xavier, presidente da Direção do Quintajense Futebol Clube, que assinou um contrato em nome do clube onde estão garantidos 33,601 euros, destinados à melhoria das condições de eficiência energética:

“Numa escala de 0 a 10, dou 9 à importância que este apoio representa para o clube, porque não foi um apoio total, atendendo aos 90 por cento determinados.

Mas, é de fato um financiamento fundamental, que vai garantir melhores condições para os nossos atletas e permitir uma redução significativa de custos ao clube, face à renovação que vai ser operada em termos de eficiência energética, com a instalação de painéis fotovoltaicos.

As obras previstas vão contemplar igualmente a remoção de placas de fibrocimento existente no telhado da nossa infraestrutura”.


Márcio Parreira, vice-presidente da Direção do Juventude Desportiva Melidense, olha para a fatia de 50 mil euros que foram aprovados para a construção de um relvado sintético com grande satisfação:

“Este apoio é de uma importância tremenda para um clube que apresenta um campo de futebol com muitas limitações.

Estamos crentes que com as novas condições que aí vêm, esperemos que em Setembro próximo, a nossa formação vai dar um salto quantitativo e qualitativo e isso deixa-nos antever mais equipas em competição.

Além do relvado há mais obras a fazer e tudo faremos para encontrar soluções que nos permitam concretizar, nomeadamente ao nível dos balneários”.

  
João Soeiro, presidente da Direção do União Futebol Clube Moitense, prepara-se para ver construído um novo relvado sintético, tendo em conta a atribuição de 47,681 euros:

“A importância deste apoio é vital. A ampliação das nossas instalações, há muito ambicionadas, só desta forma é que podiam vir a ser concretizadas.

O novo relvado será um espaço para fortalecer a dinamização da nossa formação e potenciador do aumento de praticantes.

Não hesito em salientar, que o novo sintético, que desejamos estar concluído o mais rapidamente possível, estará disponível para ser utilizado por outras entidades ligadas ao futebol”.
O presidente da AF Setúbal e os demais responsáveis que representaram as cores da nossa região no evento federativo aproveitaram para ver de perto o troféu Henri Delaunay e lembrar que o nosso distrito esteve com a nossa Seleção à conquista do Euro 2016 

AF Setúbal aponta a complexo desportivo

O bolo do financiamento federativo envolveu ainda as associações distritais e regionais, com a repartição de um milhão de euros. A AF Setúbal, após apresentada a respetiva candidatura, viu ser-lhe atribuída uma fatia de 57,229 euros.

“É um apoio para o projeto da construção de um complexo desportivo para o futebol associativo”, garantiu o presidente da Direção da AF Setúbal, Francisco Cardoso, que esteve na cerimónia institucional, a par dos dirigentes dos nossos clubes filiados e do vereador do Desporto da Câmara de Santiago do Cacém, Norberto Barradas, que acompanhou a representação do FC Alvaladense.

Aliás, refira-se que as autarquias locais têm neste processo um peso importante no que apoios, em falta, para a concretização dos projetos respeita.

Sobre a representatividade da AF Setúbal no leque de contratos assinados pelos clubes com a FPF, Francisco Cardoso não esconde que “são valores insuficientes para os investimentos propostos e que mais clubes da nossa região, com certeza, mereciam ser contemplados, mas a decisão e a distribuição foi tomada pela FPF e assente em critérios devidamente estabelecidos”.

Contudo, e apesar deste lamento, o presidente da AF Setúbal não hesita em admitir que “são incentivos importantes para melhorar as condições de quem dinamiza o futebol amador”.  

Mais de meio milhar concorreram

O programa de apoio da FPF destinado à modernização de infraestruturas e equipamentos, lançado a 1 de dezembro de 2015, recolheu mais de 520 candidatura de clubes.

No que respeita ao universo AF Setúbal, foram 18, os nossos emblemas filiados (CD Pinhalnovense, CR Instrução, Charneca da Caparica FC, Beira Mar AC Almada, Colégio Atlântico, FC Barreirense, UFC Jardiense, Sonho XXI, Palmelense FC, FC Alvaladense, UFC Moitense, Quintajense FC, CO Montijo, Estrela St.º André ACRD, FC Areias; JD Melidense; GD Fabril Barreiro; Vitória FC), avançaram com candidaturas.

Tal como já foi referido, e mediante a seleção criteriosa da FPF, apenas cinco (Quintajense, Moitense, Palmelense, Melidense e Alvaladense), acabaram por ser aprovados.

Refira-se que os projetos dos clubes vão receber apoios entre os cinco e os 60 mil euros.

Fonte:
J.G. / afsetubal.fpf.pt

Sem comentários:

Enviar um comentário